Dia sim, dia sim.

Chegamos a casa depois das 19 horas. Esperámos umas pelas outras. A mais nova “gramou” uma hora no meu trabalho enquanto eu dizia “está quase Susana, está quase” e fez-se tarde. Acabei por ter de esconder o “quase” no armário, à espera de oportunidade para continuar com ele e arrumá-lo definitivamente no local onde deve estar – na fase de concluído. Sou pessoa que ando quase sempre no quase.
A mais velha encontra-nos na mercearia, quando olhamos para as prateleiras e vitrines à procura de ideias para o jantar. Não, não sou premeditada nem organizada. De vez em quando sei o que fazer – está programado. De vez em quando, não. O problema é que  fazem-se jantares todos os dias e o de vez em quando é dia sim, dia sim! E há loiça para lavar dia sim, dia sim. E roupa para engomar dia sim, dia sim. E roupa para lavar dia sim, dia não. E eu ando quase sempre dia sim, dia sim, dia não, dia não.
As semanas começam e correm. Os fins de semana desaparecem. As olheiras crescem. As insónias também gostam muito do dia sim, dia sim!
O fim de semana foi intenso mas diferente e muito bom.
A segunda começou às 6 da manhã em correria e atraso, para não fugir aos sins e nãos dos dias. O dia passou sempre atarefado e em pressão e o regresso a casa é sempre de descompressão. Felizmente esta família fez-se ao meu estilo e entramos em casa em modo descontração. Cá, somos felizes. Mesmo que andemos sempre com atrasos e com tarefas em excesso e desempenhos em défice.
Entramos no modo “sem horário” e este modo permite-me que, agora, esteja aqui em vez de estar a apressar o jantar e permite-me que daqui a uma hora possa olhar para o relógio e diga “Ahh, meninas, temos de ir jantar! Ahh, meninas… Vou fazer o jantar…”
E à hora que os outros se sentam a ver a novela, nós rimos e vamos para a cozinha preparar qualquer coisa para jantar.
Até lá, estivemos, cada uma, ao seu jeito, conforme quis e bem lhe apeteceu. O melhor da vida é estar e ser.
Grande parte dos dias e das horas são feitos de compromissos, condutas e obrigações!!
Mas a felicidade reside no resto…

Anúncios

Sobre Regina

Acerca de mim? Sei lá! Tenho dias… Dias bons, dias maus! Momentos. As nossas vidas são feitas de momentos… Este espaço? É meu. Sobre mim. É o meu espelho… Disseram-me que o meu sorriso é o Espelho da minha Alma. E eu concordo.
Esta entrada foi publicada em Pensamentos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s