Estás quase… quase… quase lá!

Quando chegas a um ponto em que a memória já não te ajuda e já pensas que não sabes nada, consegues reconhecer que sabes pouco, erras, dormes mal ou não dormes, o corpo pesa-te, não paras de pensar nas coisas que te preocupam (e as coisas que te preocupam não merecem, sequer, as tuas preocupações)!
Trazes o trabalho (em pensamento – e em excesso) para casa, sonhas com plataformas informáticas, processos, anexos, fichas, papéis, papéis e papéis!
Nos pequenos tempos em que consegues dormir, sonhas com as coisas todas trocadas: vês um gato mas chamas-lhe um porco, uma gaivota e dizes que é uma cegonha!
Acordas cansada!
Adormeces quando não deves! Acordas na hora de adormecer e já não dormes!
Apetece-te sentar no chão porque não te sentes com capacidade de subir um degrau, sequer!
Apetece-te fugir e ficar! Apetece-te apagar!
Quando chegas a este ponto…
É porque ou enlouqueceste ou estás mesmo a precisar de férias e descanso!
Oxalá seja a segunda, porque a primeira não tem cura!
E a segunda está quase… quase…quase…
Anúncios

Sobre Regina

Acerca de mim? Sei lá! Tenho dias… Dias bons, dias maus! Momentos. As nossas vidas são feitas de momentos… Este espaço? É meu. Sobre mim. É o meu espelho… Disseram-me que o meu sorriso é o Espelho da minha Alma. E eu concordo.
Esta entrada foi publicada em Pensamentos com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s