Luto

Ando de luto.
E o luto não é a cor da roupa que visto, nem as palavras que digo…
É luto a ausência!
É luto o sofrimento, a doença.
É luto perceber que não há retorno, e nada do que possamos fazer traz o regresso…
Nada altera, porque já foi presente, já é passado!
Não há futuro, comum!
No luto, avaliamos. Avaliamos tudo.

Na verdade, comecei a fazer o luto da minha mãe quando ela começou a enlouquecer…
Quando voltou a ser criança e tive de fazer por ela e a ela, o que ela me fez a mim, em criança…
Quando lhe partia a carne aos pedacinhos,
Quando lhe colocava a comida na boca,
Quando lhe dava o banho,
Quando a vestia,
A levava à casa de banho,
Lhe colocava a fralda,
Quando a deitava, e tentava que dormisse,
Quando ela deixou de ser mãe!

Na verdade,
Continuei a fazer o luto quando conversava-lhe  e as respostas eram perfeitos disparates que acabavam por me fazer sorrir,
Continuei a fazer o luto quando, acamada, lhe falava e não respondia…
Quando tentava responder e não conseguia,
Quando não me reconhecia…

Na verdade,
O luto começa quando perdemos alguém.
E não é a morte que o inicia.
A morte é um luto eterno
Que nunca nos abandona!

Anúncios

Sobre Regina

Acerca de mim? Sei lá! Tenho dias… Dias bons, dias maus! Momentos. As nossas vidas são feitas de momentos… Este espaço? É meu. Sobre mim. É o meu espelho… Disseram-me que o meu sorriso é o Espelho da minha Alma. E eu concordo.
Esta entrada foi publicada em Pensamentos com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s