Cá se vai andando… (com a cabeça entre as orelhas!)

Vivo numa terriola pequena, que o melhor que tem é ser próxima de Lisboa  e das praias (na minha opinião, claro está; outros não concordarão nada, mesmo nada comigo, mas isso também não é coisa que me aflija). Ora, a terrinha é o que é, e só cá vive quem quer, por isso, não tenho nada a reclamar, apenas a constatar a pequenez do espaço. Aliás, eu nasci no concelho e sempre aqui vivi, portanto, cá estou para o que der e vier. É aqui que trabalho, é aqui que vivo, é aqui que a minha vida se passa.
A vila, é uma vila tão pequena que só para dar uma ideia, tem um único semáforo, as passadeiras devem contar-se pelos dedos das mãos e o que tem mais são cafés ou snacks-bar. Meia dúzia de bancos, umas farmácias, algum comércio (pouco) que isto aqui não é bom de florescer, embora ainda haja alguns resistentes que iremos ver até quando por aqui se aguentam! Nos tempos que correm os negócios estão todos a finar!
Falo eu da terrinha, porque ainda que gostando de aqui viver e gostando de a ver progredir, pouco a pouco vejo-a a sumir-se, porque os serviços públicos encerram ou são transferidos, a iniciativa privada é travada, os negócios existentes vão decaindo, e parece-me que já estivemos mais longe de isto se transformar numa vila fantasma!
Mas, a par disso, as obras públicas vão continuando, e nos últimos anos assisti a investimentos em rotundas onde eu, por acaso, não identifico beleza nenhuma, uma escola primária e jardim de infância insuficiente para as necessidades e mal, mas muito mal, projectada, onde as crianças não tem condições de recreio e têm sobretudo um espaço fonte de conflitos e perturbações. Isto só não vê quem não quer ver, mas eu já preguei para essa causa, e não me parece que valha a pena bater sempre na mesma tecla, porque neste caso nem o ditado “água mole em pedra dura tanto bate até que fura” aqui tem cabimento!A escola é perfeita e quem disser o contrário tem é má vontade. Pois eu sou uma pessoa cheia de má vontade!
E agora, trabalho numa avenida (espécie de rua das montras, sem montras) toda moderna, e por causa disso até devia (será que devia?!) viver muito mais feliz!!

Sobre Regina

Acerca de mim? Sei lá! Tenho dias… Dias bons, dias maus! Momentos. As nossas vidas são feitas de momentos… Este espaço? É meu. Sobre mim. É o meu espelho… Disseram-me que o meu sorriso é o Espelho da minha Alma. E eu concordo.
Esta entrada foi publicada em Pensamentos com as etiquetas , . ligação permanente.

2 respostas a Cá se vai andando… (com a cabeça entre as orelhas!)

  1. É má vontade tua.
    E péssima vontade minha😛
    Abraço daqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s