Primeiro dia do ano, já passou!

Acabou de terminar mais um primeiro dia de um novo ano. Nada de novo! Há muitos anos que passamos por isto, e tenho relatado que não sou muito dada a estas redundâncias e a estes clichés das mudanças, porque não são nada mais que isso!
Não rezo, mas desejo bem. Sempre. Não uso amuletos. Não tenciono usar. Não vejo que a mudança possa advir do calendário, da boa vontade dos Deuses, da benevolência da natureza… Vem de tudo e de nada. De cada um e de todos.
Acho que a Natureza tem mais força do que normalmente consideramos, e dela tenho sempre muito respeito e algum receio!
Particularmente, os meus dois últimos anos foram muito maus. Acho que os piores de toda a minha vida, até hoje. Este, não perspectivo que seja melhor. Pode até ser pior. E se eu rezar? Será melhor? Ou se eu puser a ferradura na porta, mais os anjinhos, e uns quantos trevos de quatro folhas espalhados cá por casa? E um corninho pendurado no espelho retrovisor do carro?
Enfim, não vou fazer nada disso e continuo a achar que não será daí que a vida me irá correr melhor… ou pior!
O que eu desejo? Que saiba lidar com as emoções. Boas ou más, as emoções são o nosso equílibrio! São elas que nos posicionam na vida, e em nós próprios, e nos fazem querer ser melhores. Alguns, não se importam de ser piores!
E no final do ano, todos voltam a fazer o seu balanço, e a falar nos novos ventos que o novo ano lhes trará…

Anúncios

Sobre Regina

Acerca de mim? Sei lá! Tenho dias… Dias bons, dias maus! Momentos. As nossas vidas são feitas de momentos… Este espaço? É meu. Sobre mim. É o meu espelho… Disseram-me que o meu sorriso é o Espelho da minha Alma. E eu concordo.
Esta entrada foi publicada em Pensamentos com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a Primeiro dia do ano, já passou!

  1. Maria diz:

    Estou consigo…é só uma mudança de calendário.
    Eu lá como as 12 passas e bebo o champanhe,,,,somos animais de hábitos.
    Desejo que se concretize o que deseja, e saúde claro.
    Bjs =)

  2. José Maria Cavalcanti diz:

    Vida, mais te quero ainda
    Atar-me ao frescor de amar
    Ter recomeços e esperançar
    Fugir dessa mulher, ser menina
    Autor José Maria Cavalcanti
    http://www.bollog.wordpress.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s