Memórias de infância

Tem dias que não tenho nada a dizer… outros, então, esta cabeça fervilha…
Enquanto faço o jantar, enquanto atendo clientes, enquanto caminho pela rua, enquanto vejo alguém, enquanto oiço uma música, enquanto… enquanto penso e enquanto Deus me permitir esse privilégio, essa capacidade…
Ontem quando estava a fazer o jantar recordei coisas da minha infância.
Confesso que não sou grande “recordadora” (acabei de inventar esta palavra – não, não existe e não faz parte da “indesejado” acordo ortográfico) destas coisas e não sou nada dada a nostalgias e aquelas cenas de “dantes é que era” “eu já fiz assim e assado” “no meu tempo era diferente” e por aí adiante!! Acho isso tudo pouco entusiasmante, pouco interessante e parafraseando a outra “isso, agora não interessa nada”.
Este acaba por ser um texto que também não interessa nada, mas de que me apetece falar. Fugindo ao meu hábito, falo de outros. De pessoas que fizeram parte da minha infância e que, tenho a certeza, recordarão tal como eu as mesmas memórias. Poderão é não as ler, pois de muitas perdi a ligação e a única coisa que nos une serão estas memórias.

Quando eu era miúda,  as nossas férias grandes eram grandes, mesmo muito grandes. Começavam em Junho e só acabavam em Outubro. E passavamos as tardes inteiras a brincar… até à noite, até os pirilampos aparecerem e corrermos atrás deles para os apanhar… ver quem apanhava mais e levá-los para casa, dentro de caixas de fósforos com uns furinhos para eles respirarem. As nossas mães não tinham emprego. Trabalhavam e muito, mas não tinham emprego, e deixavam-nos à solta na rua. Pois é. Na Rua da Restauração. Uma rua que tinha 8 casas (hoje tem apenas mais uma), tinha uma estrada de terra (hoje alcatroada) e duas pontes de tábuas que serviam para atravessar o rio (hoje duas pontes largas e de betão). Não passavam carros e era o local de encontro da criançada. Só daquelas 8 casas havia 16 crianças, com variação de idades pequena, e depois juntavamo-nos lá mais umas quantas, o que resultava numa rua inteira cheia de crianças, à sua própria guarda e que passavam horas a brincar, a correr e a saltar, sem precisar dos adultos para vigiar, para resolver os conflitos ou para se preocuparem. Vinte e tal crianças, saudáveis e felizes. Que jogavam ao ringue e à barra, às encondidas e à apanhada, à verdade ou consequência e a saltar à corda…
Estava a tentar recordar quem eramos e o que é feito de nós… As primas Ivone e Raquel, que são do meu mais íntimo coração e com quem mantenho tudo, a amiga Adélia, que vai viajando pelo mundo, com quem mantenho contacto e nos vemos quando está em Portugal, o Zé Acácio que se tornou compadre e marido da minha melhor amiga, o Paulo que vou encontrando de vez em quando e a Elsa que morreu quando tinha 12 anos, atropelada por um outro amigo que após o acidente deixou de aparecer na terra, o João Carlos e o Zé Luis que se mantêm por estas paragens, o Vitor e o João Paulo que raramente vejo, a Carlinhos que está no estrangeiro, a Carminha e o Cláudio que também residem noutro país, a Isabel que também vou vendo, a Raquel e a Carminha que apesar de saber do paradeiro nunca vejo, e eu e a mana que cá continuamos as duas.
Estes eram os fixos da rua, depois apareciam os outros… A verdade é que eramos todos muito felizes, porque nos tinhamos todos uns aos outros, e isso era-nos suficiente!

Anúncios

Sobre Regina

Acerca de mim? Sei lá! Tenho dias… Dias bons, dias maus! Momentos. As nossas vidas são feitas de momentos… Este espaço? É meu. Sobre mim. É o meu espelho… Disseram-me que o meu sorriso é o Espelho da minha Alma. E eu concordo.
Esta entrada foi publicada em Pensamentos com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s