A riqueza de ser mãe

Quando nos decidimos pela maternidade, planeámos ter um filho, por amor, por um querer, uma vontade num prolongamento de nós, um desejo de dar outro sentido à nossa vida. E a partir desse dia, senti-me mãe.
Vivi a maternidade com um prazer tão grande, que nem sei descrever, foi um viver intenso e diário de alterações físicas, mas sobretudo emocionais. A minha gravidez foi uma paixão… que nunca acabou, prolonga-se diariamente, alimenta-se e aumenta. Não tenho palavras para descrever estas emoções; eu tiro prazer de todos os momentos, de todas as experiências, de toda a nossa vida comum.
Filha,
Muito do que eu sou hoje devo-te a ti. Porque me transformaste, me tornaste melhor pessoa, me tornaste dedicada e sobretudo me tornaste mãe com todo o esplendor, com todo o poder e direito. Eu sou mãe no verdadeiro sentido da palavra.  O meu coração ganhou outra dimensão e enche-me de tanto amor que faz-nos pessoas felizes… A ti e a mim.
Ninguém sabe ser mãe ou pai antes de o ser, vamos aprendendo e fazendo-o com intuição.
Eu não sou uma mãe convencional, daquelas que vivem preocupações frequentes, porque faz sol e apanham calor, porque faz chuva e não se podem molhar, porque têm de ter chapéus, porque têm de ter agasalhos, que não podem fazer isto porque não e têm de fazer aquilo porque sim! Nunca dei ouvidos a ideias formadas.
Dei  e dou mimo sim, muito mimo, porque o mimo não faz mal a ninguém; o que faz mal é a falta dele (tenho certeza disto). E não és, nem nunca foste “menina mimada”.
Dei e dou amor sim, porque o amor demonstra-se diariamente e sobretudo nos momentos em que dele sentimos mais necessidade – nas dificuldades, nos momentos difíceis. E és firme, decidida, segura e empenhada.
Dei e dou ensinamentos, porque a vida é ela própria um ensinamento, desde a primeira hora e o crescimento faz-se todos os dias, não termina em idade nenhuma. És rica em valores, em príncipios, em atitudes, em comportamentos.
Dei e dou oportunidades, porque o futuro começa hoje, e todas as experiências, todas as vivências, todas as lições têm utilidade na boa continuidade do futuro.
Dei e dou ajuda para ultrapassares os obstáculos que encontras, agora menores, mas que surgirão ao longo da vida e que terás de ter força e capacidade para lidares com eles.
O que te desejo filha, é que continues a ser feliz como és até hoje, e que o teu futuro não te dê muitas fases negras e sim muitas alegrias.
O que digo, filha, é que te amo muito, mas tanto que nem consigo pormenorizar, e que me orgulho tanto, mas tanto de ti.
Obrigada filha.
Parabéns filha.

Anúncios

Sobre Regina

Acerca de mim? Sei lá! Tenho dias… Dias bons, dias maus! Momentos. As nossas vidas são feitas de momentos… Este espaço? É meu. Sobre mim. É o meu espelho… Disseram-me que o meu sorriso é o Espelho da minha Alma. E eu concordo.
Esta entrada foi publicada em Pensamentos com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

3 respostas a A riqueza de ser mãe

  1. Anónimo diz:

    Éverdade Regina a melhor coisa k há no mundo é ser mãe

  2. Flávia Catena diz:

    Maravilhoso depoimento Regina. Obrigada por compartilhar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s