Telemarketing

Se há coisa que eu não aprecio é o telemarketing. Primeiro, porque se eu estiver interessada em adquirir alguma coisa, procuro-a; depois, porque a malta que faz esse serviço, com todo o respeito que me merece e acredito que muitas vezes levam com gente bruta e mal-educada pela frente, por regra é pessoal em situações de trabalho precárias, pouca experiência profissional, a trabalhar sob pressão e pouca motivação. Calculo que deve ser mesmo muito pouco motivante semelhante tarefa! Para além de que, segundo oiço dizer, têm por trás de si uns supervisores que os vigiam e controlam, até ao ponto de entrarem em conferência na chamada telefónica e ouvirem o que é dito! 
O que mais me incomoda nestas chamadas é o guião! Quem os ouve, percebe perfeitamente que estão a seguir uma sequência de instruções, e têm frases chave como aquela “tem disponibilidade para aguardar um momento?” e esta “muito obrigado pelo tempo que esteve a aguardar”!! Bahh! Irrita-me! Completamente! Fico sem qualquer paciência! Por isso, sempre que “desconhecidos” me ligam, não atendo. E, se atender algum número que apareça no visor, se se trata de telemarketing, são despachados rapidamente, que se faz tarde!
A razão porque resolvi falar de telemarketing, foi outra… Teve a ver com o atendimento telefónico… Há pessoas que não sabem atender o telefone!!!! Simplesmente, não sabem!!! Talvez devessem ter formação para isso, à semelhança dos guiões do telemarketing!!
Ando a ficar “especializada” em processos judiciais, infelizmente! Em nenhum deles, por minha responsabilidade! Mas, dos quais não posso fugir!
Hoje, tive de ligar para um gabinete de gente com trabalho importante e formação superior. Não tive outro remédio!
Liguei, e atenderam-me assim:
– Sim.
– Estou a falar para o gabinete do Dr fulano de tal? – pergunto eu.
Desligaram-me o telefone!
Ligo novamente.
A chamada é remetida para o fax.
Ligo mais uma vez.
– Sim. – foi como atenderam.
– Bom dia, eu estava a falar e desligaram-me a chamada, é do gabinete do Dr. fulano de tal – digo eu novamente.
– É sim.
– Eu pretendia marcar uma reunião com o Dr pois tenho um processo em seu poder e precisava de conversar com ele. – digo.
Perguntam-me dezenas de coisas, até que finalmente depois de eu responder ao inquérito minucioso, fico a saber com quem estou a falar, e finalmente me passam a chamada ao Dr. fulano de tal…
E depois, por causa das profissões que têm, tratam-nos a todos como se fossemos os maiores caloteiros ao cima da terra!!
Eu nunca fui caloteira, nunca fiquei a dever nada a ninguém, nem dinheiro, nem favores, nem educação!

Anúncios

Sobre Regina

Acerca de mim? Sei lá! Tenho dias… Dias bons, dias maus! Momentos. As nossas vidas são feitas de momentos… Este espaço? É meu. Sobre mim. É o meu espelho… Disseram-me que o meu sorriso é o Espelho da minha Alma. E eu concordo.
Esta entrada foi publicada em Pensamentos com as etiquetas , . ligação permanente.

3 respostas a Telemarketing

  1. Pingback: Telemarketing (via Espelho da minha Alma) « Nunoanjospereira’s Weblog

  2. Pingback: Telemarketing (via Espelho da minha Alma) « Nunoanjospereira’s Weblog

  3. nunoanjospereira diz:

    É uma das profissões, ou talvez deva dizer dos trabalhos, que galopam na escada dos mais contaminados com stress. Uma das novas profissões mais enervantes. Não deve ser nada fácil lidar com centenas de “nãos” por dia, a troco de coisa nenhuma.
    A falta de educação é de tal forma um mal generalizado que o meu receio é que se torne regra.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s